Você está aqui: Página Inicial > Menu Principal > Competência

Competências

por Maisa Baldicera publicado 29/06/2018 09h12, última modificação 19/03/2020 13h44

Conheça mais sobre o Plano de Desenvolvimento Institucional da Unespar para o período (2018/2022)

Acompanhe a execução plano de Objetivos, Metas e Ações da Unespar

Conheça o Regimento Geral da Unespar

Conheça o Estatuto da Unespar


A Unespar tem como

Visão: Ser uma universidade de excelência, pública, gratuita, plural, autônoma, democrática, comprometida com a cultura e com o desenvolvimento sustentável.

 Missão: Gerar e difundir o conhecimento científico, artístico, cultural, tecnológico, por meio do ensino, da pesquisa e da extensão, nas diferentes áreas do saber, para a promoção da cidadania, da democracia, da diversidade humana e do desenvolvimento sustentável, em âmbito regional, nacional e internacional.

 Valores:

  • Responsabilidade: compromisso com a instituição, com o conhecimento, com a cultura, com a sociedade e com o meio ambiente.
  • Respeito à diversidade: valorização das diferenças de pensamentos, de crenças, de ideologia, étnico-raciais e gênero.
  • Solidariedade: respeito mútuo e adesão às causas coletivas.
  • Ética: comportamento democrático, imparcial e transparente.

 

Fatores Críticos de Sucesso


Assim como a Visão, a Missão e os Valores, os Fatores Críticos de Sucesso (FCS), que apresentamos a seguir, são resultado das discussões nos grupos e na plenária final ocorrida em junho de 2017, no Campus de Apucarana. Os Fatores Críticos de Sucesso (FCS) são definidos, pela literatura, como as áreas que podem influenciar positivamente o desempenho da Universidade no cumprimento de sua Missão e de seus Objetivos. Devemos, portanto, ler os Fatores Críticos de Sucesso como os aspectos necessários ao cumprimento do Plano de Objetivos, Metas e Ações que integra o Plano de Desenvolvimento Institucional da UNESPAR. Assim, para o desenvolvimento da UNESPAR e o cumprimento de sua Missão, foram apontados como essenciais:

  • Gestão: autonomia universitária e autonomia orçamentária dos Campi.
  • Infraestrutura adequada: possuir sede própria; equipamentos e redes de Tecnologias de Informação e Comunicação; instalações e equipamentos.
  • Sistemas eficientes de: comunicação interna e de informação gerencial.
  • Expansão dos Recursos financeiros para Custeio (Outras Despesas Correntes) e Capital.
  • Gestão participativa, democrática, transparente, isonômica entre os Campi e padronização de processos.
  • Recursos humanos: agentes e docentes qualificados; TIDE como regime de trabalho; realização de concursos em fluxo contínuo; avaliação de desempenho e manutenção da carreira docente e de agentes universitários.
  • Comunicação: melhoria da comunicação interna e externa; marketing institucional; fortalecer a identidade; memória das unidades preservada.
  • Política estudantil: ampliação das políticas de acesso e permanência.
  • Política educacional: flexibilização curricular; inovação dos cursos; cursos que tenham demanda.
  • Pesquisa e pós-graduação: verticalização dos cursos; oferta de Stricto Sensu; grupos de pesquisa fortes; redes de pesquisa.
  • Extensão e Cultura: fortalecimento das ações de extensão e cultura
  • Parcerias Públicos Privadas.
  • Política institucional: integração com as demais IES.
  • Participação em discussões externas de políticas públicas.
  • Internacionalização.
  • Acessibilidade.